O que é Marketing e Como dar os primeiros passos?

Afinal de contas, o que é Marketing?
Você já deve ter percebido que somos impactados constantemente por ações promocionais. Isso acontece quando estamos navegando nas Redes Sociais, vendo os nossos E-mails, lendo um conteúdo no Blog, ou até mesmo quando estamos em uma viagem e nos deparamos com um Outdoor na estrada.

Uma vez que você não tenha ações de Marketing sendo executadas para o seu Negócio, será muito mais difícil você atingir e engajar efetivamente os seus consumidores. Em uma entrevista com o Thadeu Arias, especialista no assunto, ele recomendou que os empreendedores jamais terceirizem o Marketing da sua empresa.

Isso porque, essa área é tão importante para o crescimento do seu negócio que, uma vez que você atribua 100% da responsabilidade para uma empresa terceirizada, você acaba perdendo o canal mais efetivo que a sua empresa tem de enxergar e entender o seu cliente.

Mesmo que você ainda não tenha começado a trabalhar o Marketing da sua empresa, se você está aqui lendo este artigo, é porque o passo mais importante você já fez: buscar entender os principais conceitos sobre o assunto.

Estratégias bem implementadas de Marketing são desenvolvidas baseadas em conceitos que se mostraram eficazes ao serem colocados em prática. Se tem uma coisa que o Marketing faz, é testar e medir o tempo todo!

Testar e Medir com frequência serve para entender qual dos testes está gerando o melhor resultado, para você poder focar seus esforços nesse e pausar os que não performaram tão bem.

Confira quais serão os tópicos abordados neste conteúdo:

  • O que é Marketing e qual é a sua finalidade?
  • Os 4P’s do Marketing;
  • Defina os seus objetivos de Marketing.

O que é Marketing e qual é a sua finalidade?

O Marketing é uma área de negócio responsável em olhar o mercado – através de análise da concorrência e dados –, identificar um problema que um grupo de pessoas sentem em comum e desenvolver um produto ou serviço para atender a essa demanda.

Fonte: Freepik

Com base nisso, são criadas ações para gerar atração, interesse, desejo e ação de compra. Dessa forma, podemos afirmar que o Marketing é também a inteligência de um negócio!

Ele vai desenhar estratégias e planos para você vender mais e, consequentemente, ter mais lucratividade.

Entenda a Lógica do Marketing: os ganhos financeiros de uma empresa são gerados através das vendas e quem são os responsáveis pelas compras, são os clientes. Logo, o cliente é o elemento central e mais importante de um negócio.

Por isso, quanto melhor for a experiência que o seu consumidor tiver ao longo do seu processo de compra, maiores são as chances dele se tornar fiel a sua marca e comprar novamente.

Apesar de parecer óbvio, nem sempre essa lógica é seguida à risca e muitas marcas acabam se preocupando em fatores secundários, se esquecendo de entregar boas experiências de compra aos seus clientes.

Por isso, ressaltamos que o foco principal das áreas de Marketing é sempre o cliente!

“O marketing consiste na tomada de ações que provoquem a reação desejada de um público-alvo.”

Philip Kotler

Os 4P’s do Marketing

O famoso 4P’s do Marketing, ou Mix de Marketing, é um conceito que se resume em 4 pilares fundamentais e que moldam a base estratégica de uma empresa. As vendas não são geradas apenas de campanhas bem executadas, ou por estratégias focadas em preços promocionais.

É preciso focar a sua atenção em 4 pontos fundamentais:

Produto – o que você vai oferecer?

Ele pode ser produto, como um livro, um tênis, etc, ou pode ser um serviço como um dentista, um serviço de telefonia ou uma consultoria. Basicamente, é aquilo que você oferece ao seu consumidor e que vai resolver algum problema ou desejo que ele tem naquele momento.

Para que você possa fazer um estudo mais aprofundado sobre o seu produto, responda as seguintes perguntas abaixo:

  • O que o seu cliente quer do seu produto?
  • Quais atributos ele precisa ter?
  • Como ele vai ser usado?
  • Qual é a sua aparência?
  • Qual é o seu nome (marca)?

Preço – qual será o seu valor de troca?

O preço é o valor de venda do seu produto, porém, ele também retrata a percepção que o seu cliente terá sobre o seu produto. Basicamente, o valor que você adota também é uma forma de se posicionar no mercado.

Se você optar em colocar um preço mais elevado, em comparação aos seus concorrentes, a percepção dos seus consumidores será que o produto provavelmente entregará um diferencial adicional que os demais não entregam.

Porém, uma vez que você cobre um valor maior e não entregue o que o seu público-alvo espera, você causará uma quebra de expectativa, proporcionando uma experiência negativa de consumo.

E quando isso acontece, o seu cliente dificilmente comprará de novo. Para que você possa fazer um estudo mais aprofundado sobre qual preço praticar, responda as seguintes perguntas abaixo:

  • Qual valor oferecido pelo seu produto?
  • Já existe referências na sua área?
  • O cliente é sensível ao preço?
  • Como você será comparado?

Praça – onde o seu produto é vendido?

Esse pilar está ligado diretamente com os processos de vendas e quais serão os canais de compra cujo produto será oferecido. A logística envolvida, também faz parte das preocupações desse “P” do Mix do Marketing.

Nos canais digitais, por exemplo, as opções de distribuição do seu produto são: Marketplaces ou Plataformas de Ecommerce. Quanto mais opções de canais de aquisição você tiver, mais vantajoso será para o seu negócio, pois, o seu consumidor terá mais alternativas de encontrar o seu produto.  

Porém, não podemos simplesmente abraçar o mundo, é preciso criar processos para tornar a aquisição e distribuição do produto mais eficiente. Isso porque, a experiência do cliente pode ser afetada negativamente por processos mal estruturados.

Entenda a importância desse pilar: um produto que falte nas prateleiras de um supermercado, pode gerar incômodo ao consumidor. Assim como um produto comprado online, que chegue mal embalado, ou que demore muito para chegar, também pode aborrecer o cliente.

Basicamente, esses tipos de situações, podem facilmente se transformar em experiências negativas e impactar na reputação do seu produto. Outro ponto importante é entender se o canal de compra escolhido faz sentido para o público que você atende.

Vamos supor que você seja uma empresa que fabrica arroz.

Não faz sentido você colocar o seu produto para ser comercializado em lanchonetes locais.

Por mais que o consumidor que compra o produto frequente academias, ele não está pensando sobre comprar arroz quando está malhando.

Para que você possa fazer um estudo mais aprofundado sobre os canais de compra mais apropriados para comercialização do seu produto, responda as seguintes perguntas abaixo:

  • Onde o seu produto é procurado pelo seu cliente?
  • Como você pode acessar canais de distribuição?
  • Qual tipo de esforço de vendas?
  • Onde os seus concorrentes estão?

Promoção – Como você vai se comunicar?  

Em outras palavras, esse pilar é a Publicidade e Propaganda. A comunicação não é 100% do processo de vendas, mas será com ela que você vai trabalhar o relacionamento com o seu público-alvo e até o momento certo de fazer uma comunicação com foco em vendas.

**Importante: Não faça apenas comunicações pautadas em vendas! Você precisa focar muito em produzir e distribuir conteúdos (relacionados ao seu segmento) que gerem valor a sua audiência.

Essa é uma estratégia de Marketing de Conteúdo (também conhecida como Inbound Marketing), que tem sido muito efetiva em diferentes tipos de negócios.

Para que você possa fazer um estudo mais aprofundado sobre como você se comunicar com os seus clientes, responda as seguintes perguntas abaixo:

  • Quem é o meu público-alvo? (Entenda quem é a sua Persona)
  • Que tipo de conteúdo o meu público-alvo consome?
  • Onde você vai anunciar o seu produto?
  • Qual é o melhor momento de promover?
  • Qual é o padrão de mercado para esse tipo de produto?

Ainda nesse pilar, para trabalhar uma comunicação e um relacionamento eficiente com quem está interessado em você, trabalhe com estratégias de Funil de Vendas.

Ela te auxiliará na compreensão da jornada que o consumidor percorre até o momento certo de compra.

Defina os seus Objetivos de Marketing

Fonte: Freepik

Agora que você já sabe alguns dos principais conceitos, vamos entrar no processo de definição dos seus objetivos de marketing.

Essa é a primeira etapa que a área de marketing deve trabalhar.

Todas as estratégias, planejamento e ações criadas, devem estar alinhadas com os objetivos de negócios. Obviamente, toda empresa quer vender mais, mas os objetivos de marketing vão além disso.

Eles se referem ao que a sua empresa quer conquistar, de forma mais específica.

7 Objetivos Principais de Marketing para você dar o Primeiro passo:

#01 – Aumentar as Vendas
#02 – Fortalecer a sua Marca
#03 – Engajar os seus Colaboradores
#04 – Fortalecer o Relacionamento com seus Consumidores
#05 – Educar o seu Público-alvo (Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing)
#06 – Fidelizar mais clientes
#07 – Aumentar a sua Visibilidade

Outros Exemplos de Objetivos de Marketing:

#01 – Aumentar o Market Share (Participação de mercado)
#02 – Aumentar o índice de Re-compra dos seus Clientes
#03 – Melhorar as suas vendas no canal de Compras Digitais

Uma vez que os seus objetivos estejam bem definidos, você pode começar a criar as estratégias para alcançá-los. As vantagens de criar os seus objetivos antes de começar a desenhar o seu planejamento, é que você norteia melhor as suas ações de marketing.

Com isso, as execuções ficam muito mais claras e fáceis de serem trabalhadas. Outra vantagem que você tem ao definir os objetivos de marketing é identificar de forma mais fácil quais são as métricas e indicadores que você precisa analisar internamente.

3 Dicas para definir os seus Objetivos de Marketing:

#01 – Seja Específico
#02 – Determine um Objetivo que seja Mensurável
#03 – Seja Realista e defina algo que seja possível de alcançar.

Aproveito para te convidar para conhecer a iniciativa para ajudar os Pequenos e Médios Empreendedores a superarem a crise atual e aumentarem as suas vendas em momentos de dificuldades.

A Kmaleon e a Ecommerce e Varejo, uniram forças com empresas de tecnologias, para criar um movimento de apoio aos PME’s. São muito Benefícios! Confira quais são as vantagens:   

Se você chegou até o final desse conteúdo, imagino que você esteja procurando receber mais informações. Nós podemos te ajudar com isso. Se inscreva na nossa Newsletter e receba semanalmente artigos, dicas, passo a passos e muita informação sobre o mercado de negócios.

Basta preencher o formulário e pronto!

Obrigada e até a próxima! 🙂