Kmaleon Entrevista Yapay (parte 2): Dicas Poderosas para Definir Metas de Anúncio no Facebook – com Thadeu Arias

Mesmo em um período de incertezas econômicas, a sugestão do profissional Thadeu Arias, em entrevista com o Matheus Emboava (Co-Fundador da Kmaleon), foi manter os investimentos.

Porém, como otimizá-lo e evitar perdas de dinheiro?

Thadeu, que é especialista em Growth Hacking, SEO, Inbound Marketing e E-commerce, deu poderosas dicas para definir as metas de anúncio das suas campanhas do Facebook.

Essa é a segunda parte da entrevista (veja a primeira parte aqui) e ao final dessa leitura você terá insights poderoso de quem entende sobre o assunto. Entenda quais são os erros que você deve evitar para ter o melhor desempenho das suas campanhas patrocinadas.

“Supondo que você investiu R$10 por dia, na sua primeira semana e os resultados foram simplesmente fantásticos. Qual é a sua ação intuitiva? Colocar mais dinheiro! E é aí que a ‘vaca vai para o brejo’.”

Thadeu Arias – Marketing Hacker na Yapay

Veja a entrevista completa a seguir:

Matheus Emboava

Quais são os principais pontos que devemos percorrer para ter bons resultados com a Mídia Paga?

Thadeu Arias

Conhecer a sua persona é fundamental, pois assim você consegue mapear toda a sua jornada de compra. Além disso, também é fundamental que você saiba aonde quer chegar e definir suas metas.

Qual será a sua North Star Metric (NSM – Métrica da Estrela Guia)?

Essa a meta guia para as suas ações. Só depois de definir essa meta, você poderá mapear quais indicadores pode usar para metrificar o seu sucesso e quais ações você deve tomar para mover esses indicadores.

Exemplo: Nesse ano eu quero que o meu negócio se torne uma referência no mercado em que atuo. Sabendo disso, eu me pergunto:

Quais ações devo fazer para chegar a esse objetivo?
Quais indicadores (KPI’s) vão me mostrar se estou no caminho certo?

Nesse caso específico, você pode investir em campanhas de reconhecimento de marca, participar de eventos como palestrante, se posicionar no mercado como especialista na área. Essas seriam algumas ações que você pode pensar em tomar.

Sugiro também que você analise alguns KPI’s como o aumento de seguidores, engajamento nas redes sociais, crescimento no número de pesquisa utilizando a sua marca como palavra-chave, aumento na demanda para participar de eventos e crescimento das vendas.

Com isso tudo mapeado, é hora de montar uma boa estratégia de mídia.

Ela deve estar alinhada com os seus objetivos e por isso, você deve sempre acompanhar os resultados e fazer as devidas otimizações.

Por isso eu repito, tenha muito bem definido o seu objetivo e só depois parta para a ação! Mesmo com tudo planejado e definido, esteja aberto a possíveis alterações.

Nenhum plano sobrevive ao campo de batalha sem mudanças no meio do caminho. Você pode – e vai – se deparar com situações e oportunidades que passaram desapercebida.

Toda campanha precisa de um objetivo e meta de conversão e será com base nesses dois indicadores que o algoritmo buscará no mercado as pessoas que melhor correspondam com seus objetivos.

Portanto, nunca inicie uma campanha sem uma meta de conversão. Para escolher a sua meta adequadamente, você precisa saber aonde você chegar.

Não adianta querer focar em vendas e criar uma campanha baseada em uma meta de tráfego ou de cliques. Um dos grandes diferenciais de quem consegue bons resultados, é o empenho.

Ter sucesso dá trabalho. Não é fácil, requer dedicação, mas não é impossível! No final é recompensador ver os resultados positivos.

Matheus Emboava


Como eu gerencio e entendo se estou tendo resultados positivos ou negativos?

Thadeu Arias

Seja dedicado! Olhe todos os dias os seus resultados e analise se eles estão dentro dos objetivos traçados. Além disso, eu recomendo que você utilize planilhas, painéis e o outras de ferramentas para ajudá-lo a mensurar os seus resultados.

Seja curioso! Se um número está anormal, seja para mais ou para menos, entenda o motivo. Se for para mais, replique para escalar esse resultado e se for para menos, corrija a tempo.

Tenha sempre as suas metas diárias bem estabelecidas, seja de leads, vendas, acessos, ou o que for importante para seu negócio. Com elas, você consegue enxergar no dia a dia a saúde de suas campanhas e realizar as otimizações necessárias.

Cuidado com as dicas fornecida pelas ferramentas, mesmo que elas sejam do Google ou Facebook. Lembre-se que o negócio deles é ganhar em cima do seu dinheiro. Muitas vezes, as ações recomendadas são para beneficiar o negócio deles, não o seu.

Outro ponto fundamental é começar pequeno. Eu sei que pode ser meio contra intuitivo, mas sempre coloque as suas campanhas com um orçamento inicial baixo.

Por quê? Bom, é nesse momento que você vai começar os testes e as análises do que dá certo (ou não). As chances de algo dar errado são maiores, então, se for para perder, que seja pouco.

Quando você perceber que a campanha está performando bem, esse é o momento de alterar o orçamento. Mas, mesmo assim, faça esse aumento pouco a pouco.

Por exemplo, aumente de R$5 a R$10 por semana e fique atendo aos resultados.

Vou contextualizar uma situação fictícia:

Supondo que você investiu R$10 por dia, na sua primeira semana e os resultados foram simplesmente fantásticos. Qual é a sua ação intuitiva? Colocar mais dinheiro! E é aí que a “vaca vai para o brejo”.

Nesse período, o Facebook que não é bobo e te conhece muito bem, vai entregar a publicidade para quem ele entende que é mais fácil converter. Seja por ter curtido a sua página ou por algum outro comportamento que ele identificou.

Essas são as chamadas “Low Hanging Fruits”.

Para você entender de forma simples o que essa expressão se trata, imagine aquela fruta que fica na parte mais baixa da árvore. Essa fruta geralmente é a que nós colhemos primeiro, justamente por serem mais fáceis de apanhar.

Quando as “frutas dos galhos mais baixos” acabam, você começa a ter prejuízo, pois fica mais caro e difícil para o Facebook conseguir atingir as “frutas dos galhos mais altos”.

Mas antes de você pensar a respeito, o que você fez?

Investiu mais dinheiro e era tudo o que eles mais queriam de você. Eu já fiz muito isso e aprendi com o meu erro. Por isso, eu repito: dite as suas regras e sempre comece pequeno. Nesse meio tempo, crie mais alternativas ou plante mais árvores.

Seja através de conteúdos ou ferramentas, tente alcançar o maior número de pessoas possíveis, que tenham o mesmo perfil (características e interesses) do seu cliente ideal. Só assim que você conseguirá colher as frutas baixas, investindo para que elas sempre continuem chegando até você.

Em uma estratégia de funil de vendas, faça as pessoas descerem no funil para que elas estejam mais maduras para comprar.

Matheus Emboava

Qual mensagem final você deixaria para empreendedores pequenos empreendedores nesse momento que estamos vivendo?

Thadeu Arias

Não desistam, persistam e resistam! Eu acredito muito no poder transformador do empreendedorismo. É através dele que teremos um país melhor.

Quer um exemplo?

Nos EUA, eles fomentam o empreendedorismo desde a infância. Quando alguém alcança o seu primeiro milhão, isso é visto com orgulho, como um modelo e exemplo a ser seguido.

Já aqui no Brasil, além de sermos educados e formados para sermos mão de obra, muitos empresários que se tornam bem sucedidos pelos seus trabalhos são julgados como desonestos. Por isso que todos nós precisamos de você!

Quando você cresce profissionalmente, você também dá oportunidade para outros crescerem e isso se torna uma corrente, um looping infinito de coisas boas. Se o seu negócio vai bem, você acaba precisando contratar mais pessoas para te ajudar.

E são elas que, muitas vezes, acabam contratando outros profissionais. Além disso, elas passam a consumir mais, seja no varejo físico ou eletrônico.

Você entende a importância disso?

É por isso que sou completamente a favor dos empreendedores e busco sempre fomentar isso. E a melhor forma que eu encontrei para fazer a minha parte é passando o meu conhecimento.

Mas voltando a falar sobre Marketing, a última dica que eu te dou sobre o assunto é:

Não Terceirize!

Principalmente se você estiver iniciando. Isso porque, ninguém no mundo conhece melhor esse universo do que você. Você pode até contratar pessoas, ou agências para cuidar com você e não por você!

Acompanhe, sugira ações e delegue funções, mas jamais largue o marketing do seu negócio. E lembre-se: não desista e se precisar, pode contar comigo!

**Confira a Primeira Parte da Entrevista com o Thadeu.
Dicas Matadoras para Otimizar as suas Campanhas Patrocinadas.

Essa foi a entrevista que o Thadeu Arias deu para o Matheus Emboava. A Kmaleon está com uma série de ações e conteúdos para mostrar os caminhos que a sua empresa pode adotar se inspirando nas ações de outros profissionais.

E saiba como contornar a crise do COVID-19

Fique por dentro de outras Entrevistas, Artigos de Opinião e Dicas de Negócios através da Newsletter da Kmaleon. Basta se inscrever preenchendo o Formulário a seguir. 😉

Obrigada e até a próxima 🙂

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.