Kmaleon Entrevista Growth House: Quais Medidas foram Tomadas para Adaptar o Home Office em Tempos de Crise? – Com Guilherme Rosolia

O Home Office é uma realidade possível e uma alternativa da qual empresas têm adotado para manter a segurança de todos em tempos de Pandemia do Coronavírus.

Mas como se preparar para gerenciar as atividades sem sair de casa?

Precisamos de fato nos organizar para não deixar que a nossa produtividade seja afetada. Para compreender a prática do Home Office, o Matheus Emboava (Co-Fundador da Kmaleon), entrevistou o Guilherme Rosolia (CEO da Growth House).  

A Growth House é uma Agência de Marketing Digital que está tomando as medidas necessárias e mostrando-se extremamente preocupada com a saúde de seus funcionários. Quando o assunto é Home Office, Guilherme mostrou que confia na sua equipe e que essa prática já é utilizada na empresa.

“As empresas são totalmente responsáveis pelo impacto que o Coronavírus pode ter no Brasil. Então, a nossa responsabilidade é muito grande. Devemos estimular que as pessoas se mantenham distantes de idosos e em isolamento máximo. E também, evitar o contato com as pessoas que podem estar contaminadas.”

Guilherme Rosolia – CEO da Growth House.

A Growth House já adotava a Cultura do Home office mesmo antes do assunto Coronavírus aparecer no mundo.

“Já faço revezamento Home Office há um tempo. Tenho a prática de liberar isso para toda a equipe sem exceção.” – Guilherme Rosolia

Saiba quais foram as ações, os desafios e as medidas que a empresa passou para manter as atividades dos seus colaboradores mesmo a distância.

Confira a entrevista completa a seguir.

Matheus Emboava:

“Como vocês estão agindo para manter a operação funcionando frente ao Coronavírus?”

Guilherme Rosolia:

“Graças a tecnologia, eu consigo trabalhar sem estar próximas de empresas que atendo. E isso acaba não tendo impacto direto na minha rotina.

Para manter a operação funcionando com o Coronavírus, continuamos mantendo o atendimento, mas liberamos o Home Office para toda equipe. Mas mesmo de casa, nós estamos fazendo tudo o que nos comprometemos com os nossos clientes.”

Matheus Emboava:

“Qual sua leitura sobre o trabalho Home Office e quais os desafios para se adotar a prática como cultura?”

Guilherme Rosolia:

“Aqui na Growth House, já fazemos o revezamento de Home Office entre os funcionários. A gente tem uma maturidade quando falamos sobre isso. Temos a leitura de que o Home Office não é trabalhar menos ou que você não vai entregar porque está na sua casa.

O comprometimento ele se mantém entre os funcionários, a única diferença é o deslocamento ou a necessidade de estar do lado do colaborador ou do parceiro que trabalha com você.”

Matheus Emboava:

“Quais são os maiores desafios e preocupações de passar do presencial para o remoto, em um cenário envolvendo saúde pública como o que estamos vivendo hoje?”

Guilherme Rosolia:

“Na parte de publicidade digital, temos que ter um pouco de cautela, cuidado e de atenção com o que está acontecendo com o país e com o mundo.”

Ao falar sobre cautela do profissional de comunicação, entende-se também que há uma responsabilidade muito grande sob os ombros dos comunicadores. Isso porque, são eles os responsáveis pela produção de conteúdo, propagação de notícias e artigos de opinião.

Por isso, ressaltamos que a melhor forma de trabalhar com Marketing e conquistar o seu cliente é quando uma empresa trabalha de forma ética, leal e transparente.

“Estamos dando todas as orientações necessárias aos nossos clientes relacionados ao que é possível e ao que não é possível de ser executado nos próximos dias.”

Vale lembrar que por mais que algumas necessidades de resolver problemas pontuais acabem surgindo, as recomendações é ficar em casa. Trabalhe a empatia e não pense apenas em você, mas também em todos que estão ao seu redor.

Matheus Emboava:

“Quais tecnologias estão ajudando a Growth House no desenvolvimento dessa atividade?”

Guilherme Rosolia:

“Sobre as ferramentas que a gente utiliza para a Gestão são: Trello, Google Calender, Slack para comunicação e tocamos tudo por intermédio dessas ferramentas mesmo.”

Esse foi o depoimento do Guilherme Rosolia sobre como ele está trabalhando com o Home Office. Mas e você?

Entenda o que evitar ao realizar Home Office.

1) Não utilize várias Plataformas simultaneamente

Quanto mais ferramentas você tiver que gerenciar ao mesmo tempo, mais complexo ficará seu processo de gestão de atividades ou gestão de um time. Analise o que efetivamente será necessário para você.

2) Evite usar Grupos de WhatsApp para Organizar a Comunicação com seu Time

Principalmente se o seu time tiver muitas pessoas. Os grupos pequenos no whatsApp podem ser mais fáceis de administrar, porém, quando se trata de muitas pessoas envolvidas, as conversas podem ficar desorganizadas e confusas. E isso pode gerar desgastes desnecessários para você e para o seu time durante o período de home office.  

3) Não tente controlar as horas em trabalho dos seus colaboradores

Confie na sua equipe! Mostre o que de fato eles precisam entregar para alcançar o sucesso do projeto do qual estão envolvidos. Não fique contando os minutos que eles passam na frente do computador e muito menos verificando se eles estão ou não online.

Essas foram as nossas sugestões e esperamos que elas te ajudem a manter o seu ritmo de trabalho mesmo em períodos tão turbulentos como esses.

**A Kmaleon está com uma série de entrevistas com profissionais de diferentes segmentos. Eles estão compartilhando as boas práticas que têm adotado.

Você pode se informar mais sobre dicas de negócios se inscrevendo na nossa Newsletter. Basta você preencher o formulário abaixo para se inscrever. 😉

Além desse artigo que você acabou de ler, temos outros que acreditamos que podem te interessar. Dá uma conferida nas nossas sugestões:

Obrigada. 🙂

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.